11

A "Curva da Felicidade"





                                                                         Imagem: Pinterest

Sou muito curiosa, procuro pesquisar e ler sobre tudo o que me interessa e através de uma rede social descobri que existe uma tal de "curva da felicidade"...sim somos mais felizes ou mais tristes em determinada época das nossas vidas. Corriiii para saber mais sobre o assunto.
Cientistas descobriram que existe mais felicidade no início e no final da vida e que durante a meia-idade somos mais tristes e isso não é só no Brasil não, pois esse estudo foi realizado em mais de 72 países de todos os continentes.
Me peguei aqui fazendo um feedback dos meus últimos dez anos, já que me encontro na casa dos 51 rsrs... Isso é natural depois de ler sobre o assunto, provavelmente você fará o mesmo.
No Brasil a escritora e antropóloga Mirian Goldenberg tem falado sobre o assunto em programas de televisão e suas palestras deixam claro os motivos que levam as pessoas de meia-idade não se sentirem tão felizes. Confesso que atravesso a vida sem crises, não tenho medo do novo e tão pouco tenho medo da velhice, sinto-me bem na idade em que me encontro e a maturidade me permite fazer melhores escolhas.
Assistam ao vídeo no Youtube com Mirian Goldenberg. É muito interessante.
15

8 de Março - Dia Internacional das Mulheres


O meu mais especial Feliz Dia Internacional das Mulheres a todas as guerreiras que se vestem de coragem todos os dias e vão à luta em defesa de seus sonhos e direitos.

E viva o empoderamento!
Beijos!!!💜


                                                                                                                                                                                         Image
13

Me recuperando com boa leitura



Agora o ano começa de verdade... Feliz Ano Novo! Festas seguidas de festas e quando a gente se dá conta estamos quase no final de fevereiro, hora de retomar a vida neste país tão festeiro. Hora também de se antenar nos temas atuais, principalmente na política, antes que o coelhinho da Páscoa nos tire o foco.
Aqui estou me recuperando de uma artroscopia do joelho esquerdo, caminhando bem e sem dor (o mais importante). A cirurgia é simples, mas requer cuidados pós-operatório, nada de abusos e muita fisioterapia. Não retirei os pontos ainda, são apenas dois e isso me alivia bastante, pois não suporto a ideia de tirá-los...aff!!!
Por muitos dias estarei afastada dos meus compromissos profissionais até que a fisioterapia fortaleça meu joelho e me possibilite andar sem temer. Aqui na minha casinha a cabeça borbulha de ideias e coisinhas que tenho vontade de fazer...tricô, crochê, organização, comidinhas gostosas, leituras e outras coisinhas mais. Por estes dias vou colocando a leitura em dia acompanhada de um bom café gourmet e outras delicinhas e passando para visitar o cantinho de vocês.

Beijinhos




17

Ano Novo...novos olhares



Não há como deter o tempo...ele caminha a passos largos. Há tempo não escrevo aqui, tudo andou muito rápido, muitas coisas aconteceram e continuam acontecendo, a vida vai de vento em popa, que bom...sou grata a cada minuto desta caminhada.
Novo ano, vida nova, novas sementes, novos planos, novos olhares...
Trago aqui alguns dos meus olhares durante os dias que passei no sítio dos sogros.





















Celebrando a vida e a natureza...
(Suco de tamarindo. Hummmm!!!)


Seguindo para o próximo destino, casa da minha maninha Elisa.
Ponte sobre o rio Tietê, próximo a cidade de Barbosa na rodovia Assis Chateaubriand. Muito cheio por conta das chuvas, mas lindo de se ver.





E são esses olhares que valorizam nosso caminhar...
Andemos...

Um 2018 de muito olhares e harmonia a todos.
Maria de Fátima