5

Tal mãe... Tal filho.




E a gente se vê nos filhos, assim como os mesmos em algum momento, devem se ver nos pais. É interessante observar a influência genética nas pessoas de uma mesma família, mas não quero falar de características físicas, quero falar dos gostos similares que as pessoas desenvolvem. Sim, o gosto, a opinião e até mesmo racismo e preconceito.
É interessante como valores e comportamentos bons ou ruins ficam muito claros na personalidade dos nossos filhos. 
Ser exemplo para os filhos é um caminho natural, não há como negar que os filhos nos observam e nos imitam. É o poder do exemplo e este se torna eficaz na educação dos filhos. 
Você deixou os sapatos jogados pela casa? Seus filhos vão fazer o mesmo. Você é preconceituoso? Vai agregar o preconceito e a ignorância nas atitudes dos seus filhos. Então é assim, nossos filhos na maioria das vezes se tornam amostra do que somos.
Por que estou falando sobre isso? Pode parecer bobeira, mas esta semana registrei um momento aqui na minha casinha que me levou a pensar nesse assunto. Ao fazer a faxina semanal observei que no meu quarto tenho alguns livros que já foram lidos, que estou lendo e que ainda vou ler. É bem assim minha gente rsrs... Eles ficam sobre o aparador do quarto e eu amo tê-los ali tão pertinho de mim. 
Então tá! Lá vou eu limpar o quarto do meu filho e... o que eu encontrei lá? Alguns livros do lado da cama. Um ele está lendo e o outro está na lista de espera. Detalhe, temos o mesmo hábito de deixar os óculos sobre os livros rsrs... Gente, achei o máximo!
De repente eu me vi no meu filho ou devo interpretar que ele se vê em mim?Parece complexo? Sei lá!
Mas é ou não é verdade? Os filhos acabam por ter gostos parecidos com os nossos, então minha gente, vamos andar na linha, pois estão nos observando.







Bjs e até o próximo post.

Mª de Fátima

5 comentários:

Nadja disse...



Verdade Maria de Fátima!
Nossos filhos acabam sendo nossos espelhos. Uns mais nítidos do que o outro.
A influência dos pais sobre os filhos é muito forte, não é?
Imagino como deve ter ficado surpresa e feliz ao ver esses livros com seu filho, que legal!

Linda semana!

Bjksss

Elza Carrara disse...

Eu também já percebi isso Mª Fátima, aqui em casa o Arthur tem atitudes que lembram muito eu mesma ou até as pequenas coisinhas que o pai faz, ele faz também. Faz a gente pensar, né? Temos que ser bons exemplos todo o tempo para os filhos.
Bjs e um ótimo final de semana pra vc.

Denise disse...

É verdade, amiga. Querendo ou não acabamos sendo espelhos para eles.
Então é muito bom fazer tudo da melhor maneira possível, para que eles também aprendam assim.
Bjs e ótimo final de semana!
http://dedeartes-denise.blogspot.com

Poções de Arte disse...

Fadinha, já dizia o velho ditado "um exemplo vale mais que mil palavras" e acredito que hoje em dia, o maior problema da educação é esse: os pais falam muito, ameaçam muito, mas não dão bons exemplos, não ensinam a andar no caminho direito, infelizmente.
A criança observa demais, desde pequena e muitas vezes, fazem os adultos rirem com tiradas espontâneas captadas exatamente de observações.

Que bom que seu filho adquiriu um ótimo hábito. Eu amo ler também e a minha fila é grande. Você conhece o Skoob? Lá podemos fazer nossa estando virtual do que lemos, queremos ler ou estamos lendo e o mais legal - agora podemos trocar livros também. Na próxima semana estarei enviando 2 para tentar resgatar 2, depois. Se não conhece, aparata lá na caverna, tem o link e se precisar de ajuda, te falo.

Abração esmagador e ótimo final de semana.

Maitê disse...

Incrível não é?Vou te contar uma coisa,como eu e marido tivemos que sair de perto da família,Maite acabou por se acostumar.
Não bebemos e não somos noturnos,gostos de viajar e somos caseiros e por morar na Capital onde amam futebol e cerveja,bares e coisas normais assim,acabamos por ficar meio solitários.
Vejo que Maite evita ir a festinhas das amiguinhas q são a noite,gosta de ficar em casa e viajar.
A Genética é impressionante,Maite puxou ao pai em tantas coisas,gosta de peixe,queijo,carnes.
Tem uma facilidade incrível para línguas e dificilmente conversa com todo mundo como eu...kkkkk.
Eu converso com o porteiro,o Padre,a senhora do supermercado e por aí vai.
Maite e o pai são fechados e de pouca amizade.....
É isso uma mistura de genética e convivência....
Bjus
Deusa